19.9.07

Solidariedade pirata

Ontem eu voltava do banco preocupado com o saldo da minha conta quando dei com o capitão Joe Náufrago gritando impropérios e brandindo seu sabre contra umas velhinhas que saíam de um bingo beneficente. Ele correu ao meu encontro com um daqueles sorrisos francos, como só os piratas de alma mais negra sabem dar, enquanto gritava que eu era um maldito verme covarde de terra firme.
     — Só aponte o bastardo pederasta que lhe deixou chateado, irmãozinho, e eu farei a alma do desgraçado se contorcer de agonia a caminho do fogo do inferno.
     — Não, capitão, não foi ninguém. É que eu ando meio mal de grana, gastei demais, sabe como é.
     Concordo que capitães piratas podem não parecer excelentes companhias assim à primeira vista. Mas a verdade é que não há ninguém melhor para se ter ao lado num momento de dificuldade, especialmente quando se quer afogar as mágoas numa garrafa de rum.
     — Arrr! Mas por que não me contou antes, com mil serpentes marinhas, seu monte de ossos imprestável? Você e essa maldita timidez, rapaz!
     Pois na mesma hora o bom e velho capitão Joe desatarrachou a perna de pau e tirou de um compartimento secreto uma faca e uma bolsa tilintante de dinheiro. Esticou-me a bolsa com uma mão e apontou-me a faca com a outra:
     — Mas eu juro pela alma da minha mãezinha que arranco seu fígado com uma colher e jogo aos meus peixinhos dourados se não me pagar, seu cachorro imundo.
     Agora só não sei onde trocar dobrões de ouro espanhol por dinheiro corrente.

10 comentários:

o amnésico disse...

Com todos os seiscentos!
Que conversa de grumete é essa?! Está querendo ser pendurado no mastro de mezena, seu camarão de água doce?

Bom, vá lá! Que eu caminhe na prancha se esse seu diário de bordo não é muito bom de ler! E tenho dito!

Saudações, lobo-do-mar!

Bia Ferreira disse...

não sei se sei falar assim...
mas de uma coisa eu tenho certeza, pedir emprestimo a um pirata chega a ser mais perigoso do que pedir emprestimo no banco!!! No banco eles só arrancam as suas calças...

Jana disse...

ahoy,

pelas barbas de netuno, eu navegava todos os oceanos, deixava de beber rum para ter esse cachorro do mar velho e salgado do Joe pra mim

Avast!

Jana Bucaneira

P.S: pq eu sempre tenho uma cultura inútil mais inútil que a sua, taqui um vídeo pra que quiser aprender a falar piratês:
http://www.youtube.com/watch?v=fqMu6e5Dgtg

pretinho disse...

Arrrg! Arrr! Todas as mãos ao convés!
Mais rápido seus cães sarnentos!

Um bom homem esse Joe Náufrago! Quem sabe eu o chame um dia para fazer parte deste bando de inúteis que infestam o meu navio!

E quanto aos outros, seus ratos de porão, sumam da minha frente ou vão virar munição para os canhões!

Anne disse...

Hahahaha...sabe, nesse caso eu ainda não sei se aceitava o dinheiro, já que to no aperto tb, ou se saía correndo, já que pagar pra ele devolta é que ia ser difícil...
Situação complicada heim?
Acho q eu pegava, pagava as contas e depois não sei...fugia pras bermudas...kakaka
Bjos

Lorita disse...

Ui, será que dou conta de ser tão mal educada.? rs...

Bem, pelo menos o seu pirata é um cara bacana com vc né.?

dän disse...

oie...voltei! :) beijinhos.

Tyler Bazz disse...

Ótimo!!!! Gostei muito.. AUHAuhaUHAuha

Carlos qualquer coisa disse...

Esse Joe parece ser um cara legal: tirou o próprio pau para oferecer dinheiro a um amigo. Um gesto nobre, fraterno e bizarro. E com certeza um pirata de alma negra tem mais alma do que um Banqueiro.

Agora uma canção pirata: Iouhouhou e uma garfada de Jerimum. (Não, eu não bebo. Obrigado. Já sou muito ébrio sem nada beber ou fumar.)

Isadora A. disse...

Joe: me arranja um Jack Bauer? Digo... Sparrow !!!

(e uma garrafa de rum??????)