10.5.10

Bem-vindos!

capítulo primeiro – introdução

Bem-vindo ao Zwkrshjistão, uma nação feliz, berço do coalho de leite de mula, líder mundial na conversão de urânio radioativo em lâmpadas de abajur infantil e último verbete dos dicionários. Uma terra de ordem, governada pelo presidente Tzawsëj Trçakydf, homem de espírito democrático e progressista.
     Os zwkrshjistaneses herdaram o jeito caloroso e a habilidade de pronunciar mais de cinco consoantes seguidas de seus ancestrais nômades das estepes vermelhas de Çakrtr. São um povo patriota, apaixonado por vodka de cebola e profundamente apegado a valores tradicionais, como família, amizade e assassinatos políticos.
     A baixa procura dos turistas –no ano passado foram quase dezessete– faz do Zwkrshjistão um destino perfeito para quem quer desfrutar de férias em família longe da correria dos grandes centros turísticos e uma escolha especialmente acertada no caso de você estar enfrentando algum tipo de dificuldade judicial.
     Deixe-se envolver pela atmosfera descontraída e levemente sulfurosa desse lugar fabuloso. Aproveite sua estada, aventure-se nas escarpas mortíferas da cordilheira de Zwkrshj, dance uma polka com as taberneiras de Z'zträkosk, aposte as economias para o estudo dos seus filhos numa partida do bom futebol zwkrshjistanês e, como diriam os simpáticos senhores jogadores de dominó dos becos de Blzÿkrshtjr, olwlhchkrasjia sz'ozsye!

7 comentários:

Alexandre Olsemann disse...

Caraca, muito engraçado! Dei boas risadas. Ah! tem outro lugar também muito bom de passar as férias: HighLand, com estátuas do padinho e do índio, cerceadas por montanhas, vales, rios e vista para serra.

J. Messias disse...

Bom início. Sensacional, eu diria.
Não vejo a hora de adquirir meu dicionário de zwkrshjistanes-português/português-zwkrshjistanes.
Grande abraço.

Pedro Lucas Rocha Cabral de Vasconcellos disse...

Caro sr. Palma, por favor, aonde consigo encontrar material da tão refinada literatura zwkrshjistanesa?

Um professor da faculdade pediu para estudarmos uma cultura isolada e particular, e estou inclinado a fazer minha monografia sobre o zwkrshjistão

Paulo Bono disse...

Mlkoihgsd huj vieharfdk!

Nathalia disse...

Ahhh, o bom e velho Zwkrshjistão está de volta!
Maravilha.

Marina disse...

Por que o Brasil também não cultiva valores tradicionais como os do Zwkrshjistão?

Hally disse...

Só pra eu não cometer nenhuma gafe na hora de pronunciar o nome... como é que se pronuncia? O.o