14.12.06

Questão de fôlego

Sujeito, um belo dia, resolve que vai retomar a vida de atleta - interrompida uns vinte anos atrás, quando jogou pela última vez no time dos solteiros na pelada da empresa. Acorda cedo, toma um café da manhã de foto de caixa de cereal - porque hoje é dia de comer feito um campeão -, pega um tênis do filho caçula e entra num calçãozinho que a esposa não deixa usar nem para dormir mais.
     O porteiro até estranha quando ele sai pelo portão de pedestres, saltitando. Logo ele que todo dia sai dirigindo pela garagem, não importa que seja para ir ali na esquina buscar um pãozinho.
     Chega no parque - no quarteirão em frente do apartamento - e já dispara desembestado. Corre bem ali uns duzentos metros e pára, que a coisa não é bem assim. Toma uma fôlego, dá uma girada nos ombros, tenta alcançar o pé e não consegue, finge que só queria coçar o joelho. Aí corre mais uns duzentos metros.
     Pára de novo, puxa o calção para baixo - está lhe apertando os fundilhos - e corre mais. Descansa mais uma vez, arruma a língua do tênis e lembra que precisa respirar - tinha esquecido. Dispara e corre mais um tanto. Pára, enxuga o suor da testa. Desiste de ter um infarto e corre mais um bocado.
     Corre. Pára. Corre. Pára.
     Dá uns vinte minutos e ele decide que é suficiente. Faz uns abdominais - coisa de uns cinco ou seis -, se estica na barra - não consegue se suspender - e vai embora, já com dor nas panturrilhas e pensando na picanha do almoço. E sabe Deus quando ele vai resolver ser atleta de novo.
     Pois é. Belo dia eu imaginei ter um blog com textos legais. Escrevi uma meia dúzia, cansei. Dei uma espairecida, mandei ver mais uns, reeditei outros e enjoei. Fiquei uns dias com as mãos nos joelhos para tomar um arzinho, esperei passar o vermelho do rosto, e volto agora para mais uma disparada.
     A gente se engana, pensa que está em forma, mas ainda está longe de chegar lá. Esse negócio de blog exige um fôlego danado e eu admito que andei meio descuidado. Para quem passa olhando do carro parece fácil, mas é fogo, viu? Vem correr aqui para você ver!

15 comentários:

Paulo Rosa ..::Mestre Fada::.. disse...

Opa...
Eu sou o primeiro...

Quero o meu convite e uma carona no helicóptero...


Beijinhos...

Anão disse...

eu aceito um uisquinho com os acepipes que parece que o negócio vai ficar interesante

Vanessa disse...

Bom, estou escrevendo mesmo porque quero o convite. Quando eu recebo? Ta demorando demais!

PS.: boa sorte então.

abraços

Adri disse...

Heeeeeeeeeeeeeeee! Ainda consegui escrever a tempo de ganhar um convite então! Olha Bruno concordo com vc, escrever um blog não é fácil! Eu até tento no multiply, mas não tenho tanta criatividade para isso! nâo é moleza não!

Sandra disse...

Menino! (Eu posso falara assim, sou a vovó da turma) Não é que você escreve danado de bonito, com classe e estilo, com ritmo e clareza. O texto correndo junto com, as palavras escorregando e ajustando-se aos apelos subjetivos e subjacentes.Parabéns! Já sou sua fã.
Sandra

D. Avellar disse...

eu gostaria de um suco de limao e os acepipes meio crus, tem como? sr nhanhe posso sentar a sua mesa?

{{ rApHaeL }} disse...

Olha, se um fotolog já me cansa, imagina um blog! Parabéns pelo retorno, e que esse seu novo fôlego seja duradouro.

Gilles disse...

Caramba! Esse é o Palma velho de Guerra...Deu uma nostalgia dos tempos de B.A.!!!
Continue!
... Agora, um lugar à mesa dos amigos, Avellar...Nhanhe... Lembranças do sitio do seu Carlinhos, faríam muuuito bem!
Até!

monize disse...

EEEEhhhh!!! sabe... umas 23 toalhas brancas e algumas pétalas de rosas na minha hidro também seriam ótimas ok?! Não se esqueça de providenciar... hauahuahua
beijos mestre Elfo!

MA disse...

Play it again,Sam!!!... porque tá faltando uma musiquinha pra animar

Recka disse...

Seja novamente bem-vindo, "o boêmio voltou" eu poderia dizer. Pelo jeito veio acompanhado dos aperitivos, sentêmo-nos (?) à mesa e brindê-mos enfim...
Quem sabe eu levante de vez em quando e dê uma volta na quadra, afinal uns "Doces Deletérios" são bons de vez em quando.

Kobra disse...

Que bom que vc voltou..já estava com saudades dos seus escritos...e olha qu eu entrei varias vezes no antigo e só dava pagina em manutenção...
bjs

Trasgo disse...

:D

Trasgo disse...

Vamos ter sessão de recreação na Ilha de Caras?

Rafael Palma disse...

Esse é o meu irmão velho de guerra! Ainda vou patrocinar o livro dele...hehehe. Parabéns pelo texto. E quanto a Ilha de Caras..posso levar acompanhante? Abraços!