28.8.10

Para problemas de garganta

Quarta passada à tarde, eu estava em casa de atestado médico, me recuperando de uma febre, quando ouvi tiros de bacamarte na rua. Era o capitão Joe Náufrago que veio comprar comida de peixe na mercearia aqui ao lado e aproveitou para me visitar. Escarrou na minha bacia de escalda pés e deu-me um abraço que, suspeito, descolou um dos pulmões. Enquanto ele limpava as unhas do pé –o bom capitão só tem um– com um sabre enferrujado, contei o que aconteceu:
     — É que minha garganta inflamou. Tenho que tomar esse antibiótico de seis em seis horas, o anti-inflamatório de doze em doze e o antitérmico de quatro em quatro.
     — Arrrr, por todos os abismos do inferno! Minha avó tuberculosa tem mais colhões que você, seu desgraçado remador de água doce. Você me envergonha, rapaz.
     — Mas é que à noite eu tive muita febre e...
     — Uma boa garrafa de rum com alcatrão te fará muito mais bem que essas porcarias de remédios de donzelas tomadoras de chá.
     Então o capitão tirou da bolsa uma garrafa embaçada de vidro amarelo. Vazia.
     — Aquele saco de pulgas deve ter lambido todo meu rum enquanto eu dormia na sarjeta... Tome, rapaz, vá buscar mais.
     Eu pensei em recusar o meio dobrão de ouro que ele me esticava, dizer que já estava em tratamento, mas os dentes arreganhados e o sabre em punho do capitão lembraram-me de que não se recusa o favor de um pirata amigo.
     — E tome mais uma moeda. Uma noite dormida entre os peitos da taberneira Helga também vai te fazer bem. Calor humano, garoto.
     O velho capitão não tem muita paciência para essas coisas da medicina, mas ele tem boa vontade. Ah, se meu médico fica sabendo...

* * *
Fazia tempo não aparecia por aqui o capitão. Clique aqui para lembrar outros casos desse meu amigo.

7 comentários:

Otavio Oliveira disse...

sou fã do Joe Naufrago

Pedro Lucas Rocha Cabral de Vasconcellos disse...

Isso é que dá ser relativamente novo por aqui.

Sensacional o Joe!

Nathalia disse...

quanto tempo que ele nao aparecia!
ahh, o bom e velho capitão...

Alexandre Olsemann disse...

Imagine revelar para ele que está em tratamento de homeopatia? Vai para o saco com as pulgas.

Marina disse...

Só posso dizer que a receita do rum com alcatrão deve funcionar. Já tentei algo parecido. No outro dia, você acorda pior, mas enquanto isso...

Ulisses Adirt disse...

Vou experimentar essa receita na minha próxima dor de garganta.

ex-amnésico disse...

Ah! Nada como uma dose de rum — digo, de bom senso — nessa vida moderna! Esse lobo do mar é que sabe das coisas...


Nem todo mundo tem o privilégio de privar com um camarada desses! Você é um grumete de sorte, você sabe, não?