13.7.11

Namore um cara que lê

          baseado no "Namore uma garota que lê",
          texto escrito pela Rosemary Urquico e
          traduzido e adaptado para o português
          pela Gabriela Ventura
          (espero que não se zanguem muito comigo)


Namore um cara que se orgulha da biblioteca que tem, ao invés do carro, das roupas ou do penteado. Ele também tem essas coisas, mas sabe que não é isso que vai torná-lo interessante aos seus olhos. Namore um cara que tenha uma pilha de três ou quatro livros na cabeceira e que lembre do nome da professora que o ensinou as primeiras letras.
     Encontre um cara que lê. Não é difícil descobrir: ele é aquele que tem a fala mansa e os olhos inquietos. Ele é aquele que pede, toda vez que vocês saem para passear, para entrar rapidinho na livraria, só para olhar um pouco. Sabe aquele que às vezes fica calado porque sabe que as palavras são importantes demais para serem desperdiçadas? Esse é o que lê.
     Ele é o cara que não tem medo de se sentar sozinho num café, num bar, num restaurante. Mas, se você olhar bem, ele não está sozinho: tem sempre um livro por perto, nem que seja só no pensamento. O rosto pode ser sério, mas ele não morde, não. Sente-se na mesa ao lado, estique o olho para enxergar a capa, sorria de leve. É bem fácil saber sobre o quê conversar.
     Diga algo sobre o Nobel do Vargas Llosa. Fale sobre sobre as novas traduções que andam saindo por aí. Cuidado: certos best-sellers são assunto proibido. Peça uma dica. Pergunte o que ele está lendo –e tenha paciência para escutar, a resposta nunca é assim tão fácil.
     Namore um cara que lê, ele vai entender um pouco melhor seu universo, porque já leu Simone, Clarice e –talvez não admita– sabe de memória uns trechos de Jane Austen. Seja você mesma, você mesmíssima, porque ele sabe que são as complicações, os poréns que fazem uma grande heroína. Um cara que lê enxerga em você todas as personagens de todos os romances.
     Um cara que lê não tem pressa, sabe que as pessoas aprendem com os anos, que qualquer um dos grandes tem parágrafos ruins, que o Saramago começou já velho, que o Calvino melhorou a cada romance, que o Borges pode soar sem sentido e que os russos precisam de paciência.
     Um namorado que lê gosta de muita coisa, mas, na dúvida, é fácil presenteá-lo: livro no aniversário, livro no Natal, livro na Páscoa. E livro no Dia das Crianças, por que não? Um cara que lê nunca abandonará uma pontinha de vontade de ser Mogli, o menino lobo.
     E você também ganhará um ou outro livro de presente. No seu aniversário ou no Dia dos Namorados ou numa terça-feira qualquer. E já fique sabendo que o mais importante não é bem o livro, mas o que ele quis dizer quando escolheu justo esse. Um cara que lê não dá um livro por acaso. E escreve dedicatórias, sempre.
     Entenda que ele precisa de um tempo sozinho, mas não é porque quer fugir de você. Invariavelmente, ele vai voltar –com o coração aquecido– para o seu lado.
     Demonstre seu amor em palavras, palavras escritas, falas pausadas, discursos inflamados. Ou em silêncios cheios de significados; nem todo silêncio é vazio.
     Ele vai se dedicar a transformar sua vida numa história. Deixará post-its com trechos de Tagore no espelho, mandará parágrafos de Saint-Exupéry por SMS. Você poderá, se chegar de mansinho, ouví-lo lendo Neruda baixinho no quarto ao lado. Quem sabe ele recite alguma coisa, meio envergonhado, nos dias especiais. Um cara que lê vai contar aos seus filhos a História Sem Fim e esconder a mão na manga do pijama para imitar o Capitão Gancho.
     Namore um cara que lê porque você merece. Merece um cara que coloque na sua vida aquela beleza singela dos grandes poemas. Se quiser uma companhia superficial, uma coisinha só para quebrar o galho por enquanto, então talvez ele não seja o melhor. Mas se quiser aquela parte do "e eles viveram felizes para sempre", namore um cara que lê.
     Ou, melhor ainda, namore um cara que escreve.

77 comentários:

Marina disse...

Tudo verdade.

Natalia Máximo disse...

Demais, Bruno! Já tinha gostado da versão feminina, essa também é ótima. Vida longa aos caras que leem!

Paulo Bono disse...

Porra, os escritores são os piores.

Gabriela Marques disse...

Posso namorar você? hahaha
Texto maravilhoso, parágrafos totalmente sincronizados.
Eu adorei.
Quase me apaixonei por um cara que lê, um cara que eu, realmente, ainda não conheci.

Adorei seu cantinho, maravilhoso vir aqui justo hoje, onde este tema tão gostoso me dá boas-vindas.

Ótima semana

Lia disse...

Todos, ou quase todos os caras assim, infelizmente, ou já têm namoradas (que não gostam muito de ler, mas fingem que adoram) ou moram dentro dos livros porque leram Lobato demais quando crianças.
Experiência própria. Acredite.
Posso estar enganada. Lá na Biblioteca de Babel deve existir os que desqualificam a minha frágil teoria.
Mas, tristemente, acho que eles ainda são o que chamam de erro amostral. :P

Alexandre Olsemann disse...

Caríssimo
"parágrafos de Saint-Exupéry por SMS" foi abusado hein? Está ainda melhor seu espaço aqui.
Abs.

Gabriela Ventura disse...

Oi, Bruno. Adorei sua versão. As garotas e os caras que leem precisam ser devidamente valorizados. Somos praticamente um confraria (ou uma corja, vai e saber). Um abraço!

Camila disse...

Sempre quis alguém que lê justamente para poder conversar sobre o que eu leio. Não é aquela conversa acadêmica sobre literatura que eu geralmente tenho, mas aquela mais informal - a citação que mais chamou a atenção, um final alternativo...

Espero que ainda existam homens leitores disponíveis. =)

Enzo disse...

Sei não. Post-its espalhados pela casa? Acho que vai acabar criando expectativa demais.

Magnum Opus disse...

Jesus diria: "Bem-aventurados os caras que lêem porque deles é o reino dos céus".

Clarice disse...

Melhor ainda quando ambos leem e cada um tem sua estante de livros, seus marcadores de páginas e suas pilhas, uma em cada cabeceira da cama.

Quando os dois se perdem na livraria e quando pensam juntos nos próximos livros. É melhor quando cada um exprime sua própria opinião sobre o mesmo livro. Bem melhor quando não apenas as coisas do coração são divididas, mas as coisas da mente também.

desabafo disse...

Bruno, você tem razão. Namorar um cara ou uma cara que le significa estar sempre bem acompanhada(o). Afinal, além do cara se tem a companhia do livro também.
Parabéns pela sua sensibilidade e disponibilidade em publicá-la.

Ana Lu disse...

Ai Bruno, me apaixonei completamente por esse texto. Realmente, os que lêem são os fantásticos. E só um cara que lê entende uma garota que lê, né.
Amei.
Beijos

Aline Ribeiro disse...

Gostei tanto que compartilhei no facebook. Salve salve os caras que leem =)

Aritana Martins disse...

Bruno, amei muito mesmo o texto!!! Parabéns!!! =] Abraço pra vc beijo pra Lê :)

Luciana Brito disse...

Adorei tua versão e concordo plenamente com ela!

Carol Rodrigues disse...

Há um tempo atrás publiquei o texto "Namore uma garota que lê" no meu blog, pq me identifiquei tanto com ele que não tinha como não postar.
Agora li a sua versão...
Chego a uma conclusão. Deve ter um cara que lê, procurando uma garota que lê por aí. E não me encontra pq eu tbm não encontro ele.
A solução pra minha vida é encontrar esse cara...







mas CADÊ esse infeliz?
rsrsrsrss

Anônimo disse...

e, depois de encontrar o cara que lê, que tal encontrar um cara que te lê?

Anne disse...

Meniiino do acepipes... já que tu já é casado, tu tem algum homem que lê "dos bons" pra me apresentar? Aqui por perto tá em falta...tem???

=P

Tary disse...

Acho que não conheço nenhum cara que lê... seu texto ficou lindo, assim como o original. Parabéns :*

Totonho Paixão disse...

Morro de rir com essa fantasiosa busca pelo que não se quer.

Se você procura alguém que escreva recitais em seu espelho ou poeminhas com açúcar na cozinha tente alugar um DVD e não procurar alguém real!

Tente buscar primeiro alguém que te escute, te faça rir, compreenda suas limitações. O cara que faz tipo de intelectual no café com a "Divina Comédia" quase sempre está criando um personagem para esconder sua real identidade.

Não esqueçam que ele pode ser um infantil mimado, um ciumento compulsivo ou mais um idiota mesmo tendo a prateleira mais recheada de Jorge Amado do mundo!

Amor não tem nada a ver com o que pregam na TV. Amor é dia todo, é fila do banco... A novelinha fabulosa de conquista românticas é normalmente o engodo das primeiras semanas.

Anônimo disse...

Um cara que NÃO lê tbm pode ser BEM interessante, divertido, romântico...
Sei não dessa coisa aí...

Gabi Magnani disse...

É verdade. Não só no sentido de namorar, mas é muito mais difícil manter uma conversa com alguém que não lê. Uma pessoa que lê e forma suas opiniões (sobre tudo um pouco) tem um assunto muito mais gostoso. Dá vontade de ver uma pessoa assim. Você sabe bem do que estou falando. Texto bem legal, gostei bastante!

Celly Monteiro disse...

Li o da Rosemary e achei o máximo, porém o teu não fica por baixo. excelentes textos. Amei.

M.F. disse...

Lindo! Acho que preferi a sua versão, rs. Talvez porque "uma garota que lê" eu já sei como é porque sou uma. Mas caras que lêem são tão raros que a gente até se encanta com essas descrições. É uma pena que sejam difíceis de encontrar.

Anônimo disse...

Óoun, que lindo! Apaixonei xD
Parabéns pelo blog!

Anônimo disse...

Caro Bruno, seus textos são ótimos e você é um ser humano muito bom. Apenas tome cuidado com a vaidade... Há um universo inteiro, dentro e fora da literatura, que não conhecemos...

rluvian disse...

um cara que não lê, dificilmente se tornará um homem, não apenas em um gênero masculino e nem no sentido figurado, más um homem que aprende a cada instante em cada página cada letra e ele ainda não apenas lê e toma o que esta escrito como regra, um homem que lê passa a dicernir melhor tudo que se passa a sua volta, mesmo que seje apenas uma página em branco um homem que lê antes de tudo pode se tornar o que desejar e conquistar o mundo (aqui sim no sentido figurado)

Gessy disse...

Excelente!
"E eles viveram felizes para sempre"... Nem faço questão dessa parte, sabe? rs
Desculpe, mas devo concordar com a Lia, infelizmente!

Bárbara Emerich Mórtimer disse...

Amei o texto! Já procurava um garoto que gostasse de ler antes mesmo do seu texto, mas agora vou procurar mais ainda, porque aqui... ô coisa difícil xD
HUashUAShuAHSuhAS

Postei seu texto, com os devidos créditos lá no blog, espero que não se importe. Amei seu blog e já estou seguindo.

Beijos Beijos
Bárbara Emerich
Blog Quero Um Romance

Neiriberto disse...

Muito boa sua versão! parabéns.

Kathy disse...

Esse texto ficou lindo!
Eu adoraria achar um homem que lê para mim... =)

Beijos!
Kathy
http://leitora-compulsiva.blogspot.com

Tay disse...

Adorei o texto!
Quero tanto e tanto um cara que lê.

Anônimo disse...

Muito bacana, mas utópico.

Ninguém quer namorar um cara que lê porque ele é muito calado.
rs

* disse...

Vim parar aqui depois de ler "Namore uma garota que lê".
Adorei os dois textos, mas percebi que um cara que lê não namora uma garota que lê. Ou o relacionamento ficaria muito monótono.
Eles são iguais e ainda por cima, ela gosta de best-sellers!

hahaha

Beijos e parabéns pelo texto =*

Lia disse...

Li a versão feminina e adorei a sua versão masculina também!!
Vou postar um link no meu Facebook, ok?

beijos!

­Nanda disse...

Li aqui depois que li a versão feminina e amei também *-* Namora comigo? HAIUHAIUAHAIUHA' Brincadeira, muito lindo seu texto!
Parabéns! :D

Beijos, nanda
www.julguepelacapa.blogspot.com

Denise disse...

Não apenas um texto maravilhoso, como vale especialmente para mulheres que também leem. Quem tem essa paixão não pode ter ao lado quem não a compartilhe ou que pelo menos a entenda.

Ni disse...

Adorei! Ficou linda a versão "masculina" do texto!

Stela disse...

Eu namoro um cara que lê e até chorei lendo esse post. Perfeito! =)

Beth disse...

adorei o texto! nossa, fiquei impressionada, está tão bom quanto o original!
parabéns!

Gabriela disse...

Bruno, parabéns!
Amei o texto!
Amei seu blog também e já virei seguidora. :-)

Marcos Lima disse...

Adaptação maravilhosa. Parabéns!!
Coloquei o texto em meu blog, dando os devidos créditos. Espero que não se importe!

Abraços
http://senhor-do-tempo.blogspot.com

Roberta Avillez disse...

Lindo.

disse...

Eu até gostaria de namorar um cara assim, mas aqui todos são gays, rs...Gostei do texto. Abraço

Kailua disse...

Olá Bruno!!!
Adorei o texto ... super coerente com o outro no qual você se baseou.
Eu o publiquei lá no meu blog citando s devidas fontes.
Li alguns outros e adorei a forma como escreve.
Para ver o link em que publiquei o seu texto é só acessar:
http://www.prateleiradecima.com.br/?p=1082

Caso tenha se zangado ou não acha coerente a publicação do texto, entre em contato que faço a retirada da postagem.
Abraço e boa semana

Max disse...

Caro Bruno,

Primeiro preciso dizer que esse texto foi absolutamente incrível. Já havia lido o "Namore uma garota que lê" e achei fantástico, mas, sinceramente? Seu texto me pareceu muito mais interessante! Por tudo isso, publiquei no meu blog (citando fonte e o endereço do seu) e fiquei muito feliz por perceber que muitas pessoas leram e se interessaram e comentaram comigo e com outros.

Então aconteceu uma coisa muito interessante e positiva na minha vida e cara, eu devo parte disso realmente ao seu texto! Me propus a passar por aqui para deixar esse "depoimento" sobre o quanto um "simples" texto pode influenciar o destino daqueles que lêem.

Espero poder continuar a ler coisas tão fantásticas assim por aqui! Muito obrigado por aquilo que você proporcionou, certamente não só a mim, mas a muitas pessoas por aí!

Edna disse...

Nossa, ainda bem q sei q existe esse cara. Só falta eu descobrir onde ele está????

Fabio Faith disse...

Excelente texto. Muito bom =]

Gisela G S Castro disse...

Li seu texto no blog da Biblioteca ESPM (eles citaram a fonte direitinho, comme il faut)e adorei! Repassei pras filhas, sobrinhas, amigas e fiz questão de entrar aqui pra te dar os parabéns. Felizmente pra mim, encontrei meu cara que lê. Estamos juntos há quase 30 anos...
gde abraço,
G.

Bia Jubiart disse...

Adorei a nova adaptação.

Ah! Esse cara que lê, conquisto ele todo dia...

Te vi na amiga Luma...

Beijoooooooooooo

Adrianna Alberti disse...

Momento menininha: Ahhh que lindoooooo....
Muito bonito mesmo!


Adorei seu texto, as vezes sinto falta de um leitor tão assíduo assim ao meu lado, mas meu namorado não fica atrás quanto a mansidão apaixonante de um cara que lê, mas no caso dele, que trabalha e muito, hehe...
Parabéns pelo texto, se não tiver namorada, aposto que qualquer uma apaixonada por livros gostará de namorar você... ;D

Suzana Sabino disse...

Adorei o texto.
Todas merecemos um cara assim. ^^
Eu ia amar! :D
Beijos.

Barbie Californiana disse...

Oi, Bruno,
Eu não publiquei seu texto em meu blog... (risos) publiquei o da Gabriela, contudo, coloquei um link de seu texto em meu blog, pois adorei sua adaptação! *-*"
Abraços e tudo de bom!

Carol Rodrigues disse...

o "Namore uma garota que lê" é o texto mais lido e copiado do meu blog. E sempre acabam me perguntando se já li esse. E volte-e-meio venho parar aqui de novo =D

Vc tbm está virando meme. rs

Lu Piras disse...

Parabéns pelo texto. Já está no meu blog com a devida referência à fonte! Gosto de prestigiar divulgando o que é bom e esse seu texto é excelente.
Obrigada!
Beijocas (Lu, do blog Equinócio)

Isabel Hargrave disse...

Eu preciso dizer aqui que encontrei meu cara que lê, e temos oito anos de um relacionamento incrível. É verdade que as partes de post-it, sms e dedicatórias têm mais cara de filme americano, mas o começo do texto é totalmente a minha vida. Dar uma passadinha no sebo, estar sempre acompanhado, não por um, mas por pelo menos uns 6 livros na mochila, mais outros 15 no banco de trás do carro; ter uns 10 livros na cabeceira e mais uns 47 espalhados por cada canto da casa (todos em uso). E para o Totonho Paixão que disse que o dia-a-dia é a fila de banco, saiba que namorar um cara que lê é também ler na fila do banco, na sala de espera do médico (e não ficar dizendo que só lê "Caras" em consultório, pq no consultório só lê coisa boa mesmo), é ir dormir lendo, acordar lendo, ler no café da manhã e enquanto o filme não começa no cinema. E não é dar uma de intelectual com a Divina Comédia num café, mas conhecer Dante de trás para frente e recitar os primeiros versos o ano inteiro quando se está "No meio do caminho de nossa vida".
Mas eu acho que aqueles e aquelas que ainda não encontraram seus caras que lêem deveriam marcar um encontro com o pessoal que comentou por aqui... dariam bons casais! Boa sorte!

Anônimo disse...

vc me namora? hahaha

Rob Ville disse...

Belo texto. Mesmo. Parabéns!

Um belo incentivo para homens e mulheres buscarem algo além daquilo que a TV nos diz que devemos buscar.

E aliás, eu leio e tento escrever também...

Patrícia Vicente disse...

Maravilhoso !

Amei o texto! Parabéns *-*
Estou seguindo o blog. ;D

Anônimo disse...

Que texto maravilhoso!!!!!!!!!

outofworld disse...

Um achado! (o texto e um homem assim)

(dá-me licença de levar para o meu Blog, http://outofworld.wordpress.com/ , para ilustrar o Dia dos namorados?)

Marina disse...

Eu não conheço nenhum :(
Bem que eu queria, ainda estou procurando um XD

Leonardo Reis disse...

Certamente, nem um pouco ludibriado.

Lorena Rocco disse...

Casa comigo!?

hahahaha #Brinks

Concordo com cada palavra, qualquer dia vou prestar mais atenção nos caras da livraria...

=*

Sophia Samhan disse...

Status: Procurando um cara que lê.

Dasty-Sama disse...

Simplesmente amei sua versão! Já li várias vezes o namore uma garota que lê e sempre sou pega por aquele textinho tão bonito e encantador. O seu realmente ficou tão bom quanto.

Anônimo disse...

Obrigado por este destacamento, foi bastante útil e disse um monte

Vitor sem "C" disse...

Muito bom,Bruno.Rememorando o texto (Namore uma menina que lê)Ainda lembro de um capítulo do antigo "O Aprendiz" na Record.Roberto Justos fez um Quiz com os participantes.Tinha uma menina,loirinha,que tinha uma cultura maravilhosa.Conhecia Ari Barroso,Vinícius de Morais,movimento Vanguardista Beatnik,Andy Warhol,trigonometria.A menina respondia tudo certo.Cara me apaixonei por ela! Não faço o tipo Nerd bitolado,mas como é apaixonante uma menina inteligente Haha. Uma moça com um livro nos braços e cabelos presos(ou não,rs) em qualquer lugar do mundo,é linda paisagem.Mais que isso;é a boa notícia!

Terapia do Coração disse...

Adorei as duas versões, estão de parabéns Bruno e Gabriela! E vida longa as pessoas que leem!

Terapia do Coração disse...

Adorei as duas versões, estão de parabéns Gabriela e Bruno. Vida longa as pessoas que leem! Beijos

Li Mendi disse...

Oi, Bruno.

Sou jornalista e escritora brasileira. Tenho um fã-clube e uma leitora me indicou pra que eu lesse o seu texto no meu próximo vídeo no meu canal do Youtube.

Como eu tinha que fazer um vídeo agradecendo a uma fanpage que está sorteando meu livro, chamada Trechos de Livros, eu pensei que faria sentido no dia do Livro (hoje, 23 de abril) eu recitar seu texto.

Espero que goste ;)

Eu queria te add no Facebook, mas fui bloqueada porque add pessoas que não conhecia. Então, to de castigo olhando pra parede por 30 dias, rs.

http://www.youtube.com/watch?v=IhY48ya9xo8&feature=youtu.be

Deixo aqui meus contatos:

facebook.com.br/limendi
li@limendi.com.br
limendi.com.br

Bjos e parabéns pelo belo texto!

Li Mendi.

Unknown disse...

Oi Bruno.

Simplesmente apaixonante o seu texto... Me emocionei de verdade! Acho que é isso que os leitores famintos buscamos, emoção... Você passou isso com maestria no seu texto!
Obrigada por compartilhar.
Pena que os caras que gostam de ler, e com as qualidades descritas geralmente já tem namoradas, ou estão escondidos a sete chaves.
Um abraço e sucesso no seu caminhar...
Flávia

Leoana Melo disse...

Me apaixonei pelas palavras, pelas lindas frases, pela forma que se encaixa em mim. Mas hoje é tão difícil encontrar alguém que não esconda esse seu lado. Muitos garotos acabam escondendo quem realmente são pelo fato de outros não o aceitarem (garotos bobos aparência não é caráter). Para esse eu digo: não tenham medo de mostrar quem são, nós(garotas) ainda estamos esperando o romantismo voltar junto com as rosas e com os lindo poemas.

TUCURUÍ EM FOCO disse...

Eu sou um cara que lê e escreve e estou livre mulheres...

Luana Blunck disse...

Ficou perfeito! 😍 eu preciso de um namorado que goste mesmo de ler!

Veronica Silva disse...

Aiin que lindo!!! Muito perfeito. Adorei. Gente preciso de um namorado assim, pra combinar com uma garota escritora kkkkkk *-* adorei. Parabéns!