3.7.07

Não sou bom com poesias

Não sou bom com poesias.
     Não nasci com
sensibilidade para romantismo
mas também não tenho a
racionalidade do realismo.
     E se não faço questão de
paciência para parnasianismo
quem dirá ficar ter
loucas idéias de modernismo.
     Não tenho alma de poeta
acho desconfortável expor a alma
em verso.
     Não sou íntimo das palavras
se sei dizer, digo, se não sei,
desconverso.
     Mas admito: invejo
(e como invejo!)
os que sabem fazer poemas.
     Se eles escolhem
cada palavra exata
eu só me meto em dilemas.
     Rimar para eles
é tão natural
e eu tenho sérios problemas.
     Escrevo só o primeiro verso
(às vezes o último)
mas nunca termino.
     Mas sonho um dia
em escrever um soneto, uma ode,
uma elegia, um hino.
     Minha obra prima
me faria, finalmente, poeta
e mudaria meu destino.
     Eu faria metáforas,
mas tão sutis metáforas
que só a alma elevada entenderia.
     E comparações,
tão inteligentes comparações
que renderiam compêndios de filosofia.
     E rimas
tão ricas, tão inusitadas rimas
que revolucionariam o mundo da poesia.
     E toda alma sensível
e toda gente culta
um dia me aplaudiria.
     Mas, ah!, minha falta de sensos
poéticos, métricos,
estéticos...
     E, ah!, esses meus sonhos
grandiosos, infantis,
patéticos...
     Definitivamente
não sou bom com poesias.

18 comentários:

Adrian Masella disse...

Pra quem não é bom com poesias, está de parabéns!!!

Fico muito boa...
Eu não sei fazer uma dissertação, que dirá colocar idéias em versos e rimas!

Anônimo disse...

Se vc treinar bastante as palavras... Irás conseguir uma bela poesia...

Como dizem... Td o que queremos vai acontecer se nós acreditarmos nos nossos sonhos e desejos!!!

E por isso os meus se realizam constantemente!

Bjão

... Danizita ...

Claudia Lis disse...

Bruno,

Seus textos estão sempre repletos de tudo e mais um pouco. E essa poesia abrangeu tantos conceitos em uma só! Nossa! Ela ficou bela, elegante, sincera e única. Me ensina?

Ah, não lhe disse que eu passaria aqui hoje? Adorei os pãezinhos e o leitinho.

Obrigada e um Beijo

Lorita disse...

Poesia é assim: vai fluindo devargazinho de dentro de vc. Deixe-se guiar pelo sentimento...

Bjm

Rob Gordon disse...

genial! tenho algo parecido, mas com outro sentido, para colocar no chronicles. quando ele ganhar a vida, eu te aviso.

Jana disse...

e eu não tomo café como se tomasse água.

Pq na minha lista de itens de sobrevivencia, cafeína vem logo depois de ar. É mais necessário que água.

Beijo!

R Lima disse...

Vc é bom sim rpz... suas palavras de rimas fáceis são primorosas..

Parabéns!!



Em tempo, estou divulgando meu blog... Estou numa seqüência de 12 dias e 12 textos.. passa por lá.. o AveSSo agradece.


[ http://oavessodavida.blogspot.com/ ]

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Bia Ferreira disse...

Quem não é bom com poesias????

Obrigada, e desculpe a demora por agradecer à indicação ao prêmio dos tomates... valeu.. beijocas

Jefferson P. disse...

No meu caso... não escrevo poesia pra afiar os talheres e sair por aí conquistando mulheres...
=p

Abrçs.

Schirley disse...

A alma, com certeza, é de poeta. Isso já é muito para quem quer ser um. Bj.

Sylvia disse...

Bruno,lindo o que vc escreve,tao cheio de sentimentos ....ainda bem que vc é ruim com as palavras ,continue assim ...rsrsrs!!! Sem brincadeiras ,lindo,lindo e muito tocante ,nao tem como nao se identificar com as coisas que vc escreve.A veia do escritor e conhecer a alma humana e acho que vc esta no caminho certo
Beijos.

Alf. disse...

nossa adoraria falar isso pra minha professora de literatura... uahauhauahauhaua muito bom cara...

gostei muito... flw ae cara. fica na paz!

Lari Nakao disse...

Como assim não é bom com poesias?
Você é muito modesto, isso sim!

Carol Montone disse...

Querido discordo. És intimidade pura com as palavras. pode assumir, que a gente deixa...adorei quando fala dos dilemas....eu também sempre me meto neles....não sou boa na exatidão das rimas....grafadas e/ou sentidas...muito bonito...diferente...gostei...tava com saudades. Tô finalmente de volta......vou tentar espalhar isso...risos...beijos grandes Carol

monize disse...

Aham... me engana que eu gosto... ahuahuahaua
Vc escreve muito bem menino... adoro ler seu blog...
Estou com saudades viu?!
Beijo!!

Helena Nunes disse...

Não te preocupes, há-de de vir o dia em que, como que por magia, irás escreve-las. Não é obrigatório a rima mas o sentimento sim e esse já o tens.

Mas Bruno, se não és "bom com poesias", o que escreveste tu então?
Bjos

Querida, me chupa! disse...

O branco do meu olho é mais poético que a própria poesia... também não tenho tino pra poesias. Ficou ótima a idéia.

ZANATÓRIO disse...

pra mim vc tá querendo confetes isso sim!!! bjus